, , ,

4 mistérios extremamente bizarros que a Ciência está procurando desvendar

Temos uma grande confiança na Ciência por conta de seu método minucioso de estudo dos fenômenos que não conhecemos.

O método científico passa por diversas etapas de “filtragem” e entendimento de algumas informações e algumas dessas etapas podem de fato permanecer sem explicação, sendo por esta razão que os cientistas procuram entender um fenômeno e elaborar hipóteses antes de presumirem algo como correto.

Entretanto, esses mistérios são definitivamente algo que permanecem sem explicações. Veja a seguir, mas tenha certeza de que todos eles ainda estão sendo estudados:

As luzes do vale de Hessdalen

Localizado no município de Holtålen, na Noruega, este local começou a atrair bastante atenção na década de 80 por conta de luzes misteriosas que aparecem no local em diferentes partes do tempo.

Essas luzes às vezes são rápidas, às vezes lentas e até estáticas. Aparece em formas de círculos, em formas de projéteis e em apresentações diversas de cores.

Em 1983 surgiu o Projeto Hessadalen para identificar a natureza do fenômeno, porém ele permanece ainda sem explicação.

Os “círculos de fada” de Namíbia

Tratam-se de porções de terra árida na grama, sendo um fenômeno corriqueiro nas savanas da África do Sul, principalmente em Namíbia. A ciência não conseguiu explicar o porquê da existência destes anéis que possuem de 2 a 15 metros de diâmetro.

O caldeirão do diabo

Nos Estados Unidos, o parque estadual Judge C.R. Magney, ficou conhecido por abrigar o “caldeirão do diabo”, que é na realidade um local onde o rio Brule se divide em dois.

Uma das partes deságua em uma caverna e desaparece misteriosamente, como em um verdadeiro caldeirão. Pesquisadores já tentaram jogar objetos ali e procuram entender para onde a água vai, porém não há uma explicação ainda para o fenômeno.

O zumbido misterioso

Foi na década de 90 que algo muito estranho começou a ocorrer na cidade de Taos, em Novo México, nos Estados Unidos.

Os moradores começaram a ouvir um zumbido bizarro e um estudo realizado no local tentou entender o fenômeno. Entretanto, somente 2% da população consegue ouvir o barulho, alegando o som como insuportável.

Uma das explicações é que o zumbido seja uma interpretação subjetiva de algumas pessoas, pois não foi detectado nenhum som de fato. Veja o vídeo de como este zumbido seria:

Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 mistérios verdadeiramente assustadores da internet que permanecem sem solução

5 crianças que você não vai acreditar que realmente existem