in , ,

Veja a história chocante desta família russa que passou 40 anos isolada em uma floresta

Foi em 1978 que uma história chocante foi descoberta por geólogos, que viajavam para Taiga Siberiana em uma expedição: após um quase-acidente, o qual o helicóptero dos profissionais teve de pousar em um desfiladeiro totalmente inabitado, depararam-se com algo chocante.

Os geólogos estavam em busca de ferro e outros tipos de minério quando, após o pouso de emergência em um local totalmente inabitado, depararam-se com uma estranha construção no meio da floresta. “Ao lado de um riacho, tinha uma construção. A cabana estava toda recoberta de detritos da floresta e se não fosse por uma janela minúscula, seria difícil acreditar que tinha gente ali… Eis que a porta abre e um homem, que parecia fazer parte de um conto de fadas, saiu. Descalço, ele usava uma roupa toda remendada e parecia atento e amedrontado. Nós dissemos que viemos visitá-los e, depois de um tempo, com uma voz trêmula, ele disse ‘Bem, já que vocês vieram de tão longe, podem entrar’.” – diz o depoimento de Galina Pismenskaya, a geóloga russa que chefiou a expedição para a revista americana Smithsonian Magazine.

Karp Lykov, o pai e a filha Agafia com roupas doadas pelos geólogos

A cabana era incrivelmente mofada, indescritivelmente imunda e sustentadas por vigas escoradas. O chão era forrado de cascas de batatas e pinhas e ali havia o homem e mais quatro filhos. Após tentarem se conhecer, descobriu-se que o homem fazia parte de uma vertente da Igreja Ortodoxa Russa que era perseguida pelo Czar Pedro, o Grande. Em 1936 o irmão do homem teria sido assassinado por uma patrulha comunista simpatizante dos bolcheviques. Foi aí que o homem resolveu ir para longe de tudo.

Na época sua família, era sua mulher e mais dois filhos, sendo os outros dois nascidos na floresta. Sua dieta consistia em somente frutos da floresta e caças, sendo muito escassos. Em 1961, durante um verão gelado, a esposa do velho Karp Lykov morreu de fome.

A casa em que a família viveu por 40 anos

Eles foram levados para a sociedade e, no ano de 1981, 3 dos 4 filhos morreram — dois com problemas de rim e um de pnmeumonia, devido a falta de adaptabilidade com a sociedade moderna. O velho Karp morreu em 1988 e foi enterrado no pé da montanha, ao lado da cabana, com a ajuda de sua filha Agafia e dos geólogos.

Créditos: Mistérios do Mundo

Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

7 coisas que indicam que você é um furacão na cama

7 coisas que indicam que você é um furacão na cama

4 pessoas com uma cor de pele única